Operadores de controle de erro

O PHP suporta um operador de controle de erro: o sinal 'arroba' (@). Quando ele precede uma expressão em PHP, qualquer mensagem de erro que possa ser gerada por aquela expressão será ignorada.

Se você configurar uma função personalizada de manipulação de erros com set_error_handler() ela será chamada, mas esta função personalizada pode (e deve) chamar error_reporting() que irá retornar 0 quando o erro disparado tiver sido precedido por uma @.

Se o recurso track_errors estiver habilitado, qualquer mensagem de erro gerada pela expressão será gravada na variável $php_errormsg. Esta variável será sobrescrita em cada erro, assim verifique-a constantemente se você quiser usá-la.

<?php
/* Erro de arquivo intencional */
$my_file = @file ('arquivo_nao_existente') or
    die (
"Falha abrindo arquivo: '$php_errormsg'");

// Isto funciona para qualquer expressão, não apenas para funções:
$value = @$cache[$key];
// você não receberá nenhum aviso se a chave $key não existir.

?>

Nota: O operador @ funciona somente em expressões. Uma regra simples para lembrar disso: se você pode pegar o valor de alguma coisa, você pode prefixar isso com o @. Assim, você pode prefixar chamadas de variáveis, funções e includes, constantes e afins. Você não pode prefixar definições de funções ou classe, estruturas condicionais como o if, foreach e assim por diante.

Veja também error_reporting() e a seção do manual sobre funções de Manipulação de Erros e Logging.

Aviso

Atualmente, o operador de controle de erro "@" sempre desativa mensagens de erro, mesmo para erros críticos, que terminam a execução de scripts. Além de outras coisas, isto significa que se você usar "@" para suprimir erros de certas funções e elas não estiverem disponíveis ou com tipos incorretos, o script vai parar exatamente aí sem nenhuma indicação da razão.